Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Governador de província argentina morre em episódio confuso

Por Da Redação 1 jan 2012, 15h26

O governador da província argentina de Río Negro (Patagônia), Carlos Soria, morreu neste domingo com um tiro no rosto, em um episódio confuso em sua residência de repouso nas proximidades da cidade de General Roca.

O secretário de Coordenação e Informação do governo de Rio Negro, Julián Goinhex, confirmou a morte do governador, 61 anos, que assumiu o cargo em 10 de dezembro, mas não revelou os detalhes do tiro nem as circunstâncias do momento.

Carlos Soria, que chegou ao poder pelo Partido Justicialista (peronista), estava em sua casa de Paso Córdoba, nas proximidades de General Roca, que fica 1.176 km ao sul de Buenos Aires, quando recebeu um tiro no rosto às cinco da manhã.

Soria estava em casa com a esposa e um de seus filhos. Uma investigação tenta descobrir as causas do tiro que ele recebeu no olho.

O governador chegou a ser levado para um hospital, mas faleceu pouco depois da internação.

A princípio, a polícia descarta a hipótese de um suicídio.

A família decidiu não organizar um funeral.

Continua após a publicidade
Publicidade