Clique e assine a partir de 9,90/mês

Glamour no Palácio do Povo

Xi Jinping chegou ao poder e, com a fama de sua esposa, Peng Liyuan, eles se converteram em um dos casais mais populares entre os chineses

Por La Vanguardia - 20 Oct 2010, 20h11

A situação não é muito comum entre os dirigentes do país, que se acostumaram a manter as esposas distantes dos espaços públicos

Xi Jinping, que desde segunda-feira é o futuro presidente da segunda potência econômica mundial a partir de 2013, era um desconhecido para a maioria dos chineses até pouco tempo atrás. Ou melhor, era o marido de Peng Liyuan, a cantora popular mais famosa do país.

Agora não mais. Xi Jinping chegou ao poder e, com a fama de sua esposa, eles se converteram em um dos casais mais populares entre os chineses. A situação não é muito comum entre os dirigentes do país, que se acostumaram a manter as esposas distantes dos espaços públicos.

Parece claro que chegou ao fim o tempo em que ninguém sabia quem era a mulher do presidente chinês. De Mao só se conheceu a quarta mulher, Jiang Qing, e foi por pertencer ao chamado Bando dos Quatro, que instigou a revolução cultural. Den Xiaoping e Jiang Zemin também trataram de manter suas esposas fora do alcance do público e da política. E a mulher de Hu Jintao só aparece em raras ocasiões, quando há algum evento diplomático extraordinário.

Continua após a publicidade

Mas com Xi o caso é diferente. Muitos chineses imaginam que, com ele e sua esposa, o glamour chegará ao Palácio do Povo. Casados em 1987 e pais de uma filha, sua presença habitual nos meios de comunicação do país os tornou famosos. Aos chineses encanta ouvir como Peng Liyuan explicar que um dia percorreu 400 quilômetros para levar um futon ao seu marido para que não passasse frio. Assim, seguramente, a popularidade dos Xi permitirá à China tomar parte do clube das grandes potências com casais presidenciais glamorosos. Os Estados Unidos têm Michelle Obama, a França, Carla Bruni e a China terá Peng Liyuan.

Carreira – Ativa embaixadora da luta contra a aids, Peng Liyuan, 47 anos, é uma das cantoras mais conhecidas do país. É dona de longa carreira musical e sua presença, sempre vestida de vermelho, é habitual no horário nobre da televisão e nas transmissões do Ano Novo chinês. A única vez em que não apareceu foi em 2008, quando seu marido foi promovido a vice-presidente.

Conhecida como princesa vermelha, por ser filha de um veterano comunista que lutou ao lado de Mao, Peng Liyuan foi uma das primeiras alunas a obter um mestrado em música étnica tradicional na China. Começou sua carreira no começo dos anos 80 e ficou famosa cantando músicas chamadas Minha Pátria, A Gente do Nosso Povo, Monte Everest e Na Terra da Esperança.

Hoje Peng Liyuan é membro do Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política e general de divisão do Exército, a que se incorporou aos 18 anos e onde começou a cantar, para animar os soldados.

Publicidade