Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

George Pataki é o oitavo candidato republicano à Presidência dos EUA

Por ter conquistado três mandatos em um Estado majoritariamente democrata, o ex-governador de Nova York é visto como um político moderado e hábil negociador

O ex-governador do Estado de Nova York entre 1995 e 2006, George Pataki, anunciou nesta quinta-feira que concorrerá à nomeação republicana para as eleições presidenciais americanas de 2016. Pataki, de 69 anos, é o oitavo político a declarar formalmente o interesse de entrar na disputa pela legenda. Em um vídeo divulgado na internet, o político, considerado como um hábil negociador, se apresenta como um moderado capaz de ter conquistado três mandatos em um Estado majoritariamente democrata. Sua intenção é atrair eleitores que possivelmente se alinhariam aos interesses do partido rival, que apresenta Hillary Clinton como a favorita a suceder Barack Obama na Casa Branca.

Leia também:

Jeb Bush diz que casamento gay não deve ser direito constitucional

Conservador Rick Santorum volta a concorrer à Presidência dos EUA

A presença de Pataki na disputa também representa uma alternativa ao conservadorismo que vem marcando as candidaturas republicanas até aqui. Recentemente, ele criticou as leis de “liberdade religiosa” que autorizavam os estabelecimentos comerciais a se negarem a atender homossexuais. O ex-governador também chamou de “inapropriada” a decisão de legisladores republicanos de escrever uma carta a políticos iranianos fazendo alertas sobre o acordo nuclear sugerido por Obama.

Outro apelo para a candidatura de Pataki são as memórias ainda vivas dos atentados de 11 de setembro. O político era o governador de Nova York quando as torres do World Trade Center foram atacadas pelos terroristas da Al Qaeda. Ele tem afirmado que está na hora de a população se unir como naquela ocasião para reconstruir os Estados Unidos. “Washington cresceu demais, se tornou poderosa demais, cara demais e intrusiva demais. Isto era exatamente o que os fundadores desta nação temiam. Está na hora de se levantar, proteger a nossa liberdade e tomar o governo de volta”, diz ele no vídeo promocional.

Leia mais:

Guerra do Iraque é vista como um erro por postulantes à Casa Branca

E-mails mostram que Hillary sabia de ameaças contra americanos na Líbia

A expectativa é de que sejam anunciadas em breve as candidaturas do governador de Wisconsin, Scott Walker, e do ex-governador da Flórida, Jeb Bush. Bush é apontado como o único político republicano capaz de concorrer de igual para igual com Hillary Clinton.

(Da redação)