Clique e assine a partir de 9,90/mês

George Clooney lança projeto para impedir guerras na África

Objetivo da iniciativa é rastrear e bloquear o dinheiro que financia conflitos em países como Sudão, Sudão do Sul e República Centro-Africana

Por Da Redação - 20 jul 2015, 13h32

O ator George Clooney lançou nesta segunda-feira uma iniciativa para deter a guerra no Sudão do Sul e em outros países africanos. A proposta do projeto é rastrear o dinheiro que financia os combatentes. “A paz e os direitos humanos ganharão quando as pessoas que se beneficiam da guerra pagarem um preço pelos danos causados”, afirmou o astro em um comunicado.

Leia mais:

Colisão de trens deixa ao menos 250 feridos na África do Sul

Obama não visitará povoado de seu pai em viagem ao Quênia

Continua após a publicidade

EUA alertam para risco de atentado no Quênia antes da visita de Obama

“The Sentry”, fundado por Clooney e John Prendergast, do grupo Enough Project, investigará o financiamento dos conflitos do Sudão do Sul, Sudão, República Centro-Africana e República Democrática do Congo. Prendergast, antigo diretor do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, transformado em ativista de direitos humanos, acredita que o objetivo da iniciativa é impedir que os promotores da guerra lucrem com os conflitos. “As ferramentas habituais da diplomacia até agora falharam e os novos esforços devem se concentrar em como fazer a guerra mais cara do que fazer a paz”, afirmou.

A iniciativa anterior da dupla, o “Satellite Sentinel Project”, lançado em 2010, utiliza satélites para mostrar as evidências de abuso dos direitos humanos por meio de imagens de cidades devastadas e movimentos de tropas. Com o novo projeto, seus promotores pretendem “desmantelar as redes de responsáveis, organizações e patrocinadores que financiam e se aproveitam dos conflitos mais mortíferos na África”.

(Com France-Presse)

Publicidade