Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Geleira na Suíça revela casal desaparecido há 75 anos

Os corpos foram encontrados a 2.600 metros de altura

Por Da redação Atualizado em 18 jul 2017, 17h48 - Publicado em 18 jul 2017, 17h09

Os corpos de um casal desaparecido nos Alpes há 75 anos foi encontrado na geleira Tsanfleuron, na Suíça. Os cadáveres estavam congelados e preservados intactos em seu interior.

A polícia informou que os corpos foram descobertos a 2.600 metros de altura por um operador de teleféricos de estações de esqui na região da companhia Glacier 3000. Junto aos cadáveres foram revelados outros objetos como mochilas, tigelas, uma garrafa de vidro, um livro e sapatos que pertenceram ao casal.

O exame de DNA ainda não foi realizado, porém, acredita-se que os corpos são de Marcelin e Francine Dumoulin. Os dois desapareceram nos Alpes em 15 agosto de 1942, quando saíram para ordenhar suas vacas em uma pradaria nos arredores de Chandolin, no cantão suíço de Valais (sudeste).

De acordo com informações do diretor da Glacier 3000, Bernhard Tschannen, as roupas dos corpos indica que o casal viveu à época da Segunda Guerra Mundial. Tschannen acrescentou que o destino fatal da dupla seguramente foi provocado por uma queda em uma fenda.

Continua após a publicidade

“Passamos a vida toda procurando sem parar. Sempre pensamos que algum dia realizaríamos o funeral que mereciam”,  disse ao jornal Le Matin  a filha mais nova do casal, Marcelin Dumoulin, de 79 anos de idade. Marcelin e Francine Dumoulin eram pais de sete filhos, cinco homens e duas mulheres. 

Após incidente, os irmãos foram separados e perderam contato, pois cada um foi destinado a uma família diferente.

“No funeral, não me vestirei de preto. Acredito que a cor branca seja mais apropriada, porque representa a esperança que nunca perdi”, explicou Mancelin ao Le Matin.

Casal desaparecido há 75 anos é achado em geleira nos Alpes suíços Glacier 3000/AFP

(Com agência EFE) 

Continua após a publicidade

Publicidade