Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gaza: forças egípcias inundam túnel e matam 3 palestinos

Galerias subterrâneas são usadas como forma de driblar o bloqueio de Israel

Três trabalhadores palestinos morreram em um túnel entre Gaza e a península egípcia do Sinai depois que autoridades egípcias inundaram a galeria subterrânea, informaram nesta terça-feira fontes médicas palestinas. O incidente ocorreu no domingo, quando agentes egípcios encheram o túnel de água, afogando os três operários, cujos corpos ainda não foram localizados. Outros dois conseguiram escapar antes da inundação.

Mais quatro palestinos morreram e sete ficaram feridos em dois acidentes nos túneis no fim de semana. Dois morreram na explosão de um botijão de gás em um túnel próximo à cidade de Rafah e os outros dois enquanto escavavam uma das galerias.

Os túneis se tornaram comuns na região como forma de driblar o bloqueio de Israel a Gaza desde 2007, ano em que o Hamas tomou o poder na faixa, passando a controlar a entrada de comida, combustível, produtos domésticos e armamentos. Há um ano, pressionado internacionalmente pelo ataque à Flotilha da Liberdade, no qual morreram nove ativistas turcos, Israel amenizou o bloqueio, e substituiu a lista de bens proibidos por uma de produtos permitidos.

A mudança diminuiu os lucros que representa o negócio dos túneis para o Hamas, que cobrava impostos, apesar de continuarem contrabandeando itens ainda ilegais, como materiais de construção e veículos. Conforme apuração de grupos de direitos humanos, desde o início do bloqueio, mais de 160 palestinos morreram e centenas ficaram feridos em acidentes nos túneis, na maior parte das vezes eletrocutados e soterrados em desmoronamentos.

(Com agência EFE)