Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Gana: embaixada falsa dos EUA é fechada após 10 anos em operação

Uma rede criminosa emitia vistos autênticos e outros documentos obtidos de forma ilegal no local

Por Da redação Atualizado em 5 dez 2016, 18h11 - Publicado em 5 dez 2016, 18h10

Uma falsa embaixada dos Estados Unidos em Acra, capital de Gana, foi descoberta e fechada pelas autoridades locais após uma década de operação. O local era comandado por uma rede criminosa que emitia vistos autênticos obtidos de forma ilegal, informou o Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Segundo o comunicado divulgado pelas autoridades americanas, gangues formadas por cidadãos de Gana e da Turquia operavam na falsa embaixada ao lado de um advogado especialista em leis de imigração. Os “funcionários”, que falavam inglês e holandês, posavam de autoridades consulares e cuidavam das operações.

A gangue criminosa emitia vistos americanos legítimos, mas obtidos de maneira fraudulenta, além de documentos falsos de identificação, incluindo certidões de nascimento ao preço de 6.000 dólares cada (20.500 reais). Não foram divulgadas mais informações sobre a forma como esses documentos eram obtidos pelos criminosos.

  • O comunicado também não dizia quantas pessoas entraram ilegalmente nos Estados Unidos e outros países usando os vistos emitidos pela gangue, que subornava policiais e outras autoridades de Gana para operar sem impedimentos.

    Durante as batidas policiais que descobriram a falsa embaixada e levaram a um grande número de prisões, as autoridades locais também apreenderam vistos indianos, sul-africanos e de países da União Europeia autênticos e falsificados, além de 50 passaportes de 10 países diferentes, junto com um laptop e smartphones.

    A falsa embaixada funcionava em um prédio de dois andares com a bandeira americana hasteada do lado de fora. Dentro, um retrato do presidente Barack Obama pendurado. A verdadeira embaixada dos EUA na cidade é um grande e moderno edifício localizado em um dos bairros mais caros da capital.

    As investigações também descobriram uma falsa embaixada holandesa em Gana, segundo o Departamento de Estado.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade