Clique e assine a partir de 9,90/mês

Furacão Dorian passa por Porto Rico sem provocar grandes prejuízos

Nas vizinhas Ilhas Virgens Americanas os ventos derrubaram árvores, mas ainda podem ganhar força no oceano antes da chegada à costa dos Estados Unidos

Por EFE - 29 ago 2019, 01h53

A governadora de Porto Rico, Wanda Vázquez, anunciou nesta quarta-feira que a passagem do furacão Dorian pela ilha não provocou grandes prejuízos e determinou que os serviços públicos voltem a funcionar normalmente a partir da quinta. Nas vizinhas Ilhas Virgens Americanas, os ventos derrubaram árvores.

Apesar do anúncio de Vázquez, o governo Porto Rico decidiu manter ativo um alerta de inundações até o fim desta quinta-feira. Amanhã, apenas as escolas que foram utilizadas hoje como refúgio pela população local não abrirão as portas.

Vázquez parabenizou a população pelo comportamento de todos durante a passagem do furacão Dorian, de categoria 1 na escala Saffir-Simpson, que vai até cinco.

“Nossa resposta mostrou que estamos preparados, mas tudo é melhorável”, disse Vázquez. Além disso, a governadora decretou a revogação da ordem de congelamento de preços e da Lei Seca que havia sido imposta devido à presença do fenômeno climático na região.

Segundo o último boletim divulgado pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), o furacão Dorian começou a se afastar de Porto Rico com ventos máximos sustentados de 130km/h e deve se fortalecer nos próximos dias enquanto estiver sob o Oceano Atlântico.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, decretou estado de emergência em 26 condados que podem ser afetados pelo furacão nos próximos dias.

Continua após a publicidade
Publicidade