Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Funcionários do governo de Porto Rico terão de devolver dinheiro de corrupção

Eles estavam envolvidos em um esquema de fraude em uma obra na capital San Juan

Cinco funcionários do governo de Porto Rico, acusados de envolvimento em um esquema de corrupção, terão de pagar 3 milhões de dólares por fraude em uma obra na capital San Juan, de acordo com o secretário de Justiça, Cesar Miranda. Um casal dono de uma empresa envolvida no esquema também será cobrado na operação que durou dois anos.

Leia também:

Venezuelanos dormem em fila para comprar comida – e popularidade de Maduro cai

Menina de 11 anos violentada pelo padrasto dá à luz no Paraguai

General chileno se mata após ser condenado por crimes na ditadura de Pinochet

Os suspeitos são acusados de ignorar o processo de licitação e de falsificar documentos nos contratos da obra de revitalização do Capitólio Beira-Mar, em San Juan. Segundo Miranda, um dos funcionários chegou a cobrar três vezes pelo mesmo serviço. Parte do dinheiro das obras veio do Banco de Desenvolvimento do Governo de Porto Rico, que viu sua liquidez encolher em meio a uma crise econômica.

“Esse é um dos mais sérios casos de corrupção que nós vimos recentemente”, afirmou o secretário, acrescentando que o escândalo ocorreu quando Porto Rico lutava para sair de uma crise econômica de quase dez anos. Autoridades locais afirmaram que os auditores do governo encobriram o esquema, que aconteceu entre 2010 e 2012.

(Da redação com Estadão Conteúdo)