Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Fukushima: Japão recusou entrada de especialistas dos EUA em célula de crise

Por Da Redação - 27 maio 2012, 10h21

O Japão recusou uma oferta dos Estados Unidos de incluir engenheiros nucleares americanos na célula de crise constituída ao redor do primeiro-ministro japonês após a catástrofe nuclear de Fukushima, revelou neste domingo um ministro japonês.

“O embaixador americano (John) Roos afirmou que (os americanos) queriam enviar engenheiros nucleares” à célula de crise, declarou Yukio Edano, porta-voz e secretário-geral do governo no momento da catástrofe.

“Mas, em nome da soberania do Japão, recusei a oferta”, afirmou Edano neste domingo diante de uma comissão de investigação parlamentar sobre o acidente nuclear.

A oferta americana foi feita no dia 14 de março, três dias após o terremoto seguido de tsunami que provocou o acidente nuclear no dia 11 de março.

Publicidade

Após esta recusa, os especialistas americanos aconselharam seus homólogos japoneses, mas sem participar diretamente dos esforços para estabilizar os reatores de Fukushima.

Publicidade