Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Francisco nomeia brasileiro secretário do Colégio Cardinalício

Arcebispo Ilson Jesus Montanari fará parte do colegiado composto por todos os cardeais eleitores da Igreja

O papa Francisco nomeou nesta terça-feira o brasileiro Ilson Jesus Montanari secretário do Colégio Cardinalício, composto por todos os cardeais eleitores da Igreja. O Colégio Cardinalício é incumbido de administrar as questões mais importantes que surgirem no Vaticano após a morte de um pontífice. Os cardeais com menos de 80 anos que fazem parte do colégio também estão aptos a participar de um futuro conclave. Atualmente, o órgão conta com 199 cardeais, sendo 107 eleitores.

Leia também:

Gaivota ataca pombo libertado pelo Papa Francisco

Ampola com o sangue de João Paulo II é roubada de igreja

Natural de Sertãozinho, no interior de São Paulo, Montanari, de 54 anos, foi nomeado em outubro secretário da Congregação para os Bispos, que trata de questões referentes à provisão das dioceses e paróquias e das atividades episcopais na Igreja Latina. Também é arcebispo titular de Capocilla, na Mauritânia. O paulista foi ordenado sacerdote em 1989.

Leia mais:

Monsenhor do Vaticano é acusado de lavagem de dinheiro

Outros brasileiros tiveram suas funções redefinidas pelo papa Francisco recentemente. Durante a oração do Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano, no dia 12 deste mês, o papa nomeou o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, de 63 anos, cardeal da Igreja Católica. O nome do brasileiro fez parte de uma lista de 19 novos cardeais escolhidos pelo pontífice. A cerimônia oficial de nomeação está prevista para 22 de fevereiro.

No dia 15 de janeiro, o pontífice mudou quatro dos cinco integrantes da comissão de cardeais responsável por supervisionar o Banco do Vaticano. Entre os que deixaram o órgão está o arcebispo de São Paulo, D. Odilo Scherer, que continua a ocupar cargos de relevância no Vaticano, participando de decisões referentes ao clero e à evangelização. No final do ano passado, ele foi nomeado membro da Congregação para a Educação Católica, que supervisiona os estudos de educação católica e científica nas escolas e instituições de ensino na formação de padres.