Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Francês aparece como um dos terroristas em vídeo de decapitações do EI

Autoridades disseram que 'provas circunstanciais' apontam para implicação de francês na selvageria. Ministro faz apelo para que jovens 'abram os olhos'

Por Da Redação 17 nov 2014, 11h47

(Atualizado às 17h42)

Um jovem francês é um dos terroristas que aparece no vídeo divulgado pelo Estado Islâmico neste domingo, com as bárbaras decapitações de um refém americano e de soldados sírios. A promotoria de Paris mencionou “provas circunstanciais” para confirmar a implicação de um cidadão francês na selvageria.

Questionado sobre a informação, o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, afirmou haver uma “probabilidade muito forte” da participação direta de um francês nas execuções. Os indícios são de que Maxime Hauchard, nascido em 1992, é a pessoa que aparece nas imagens.

Leia também:

Americano pode ter desafiado terroristas antes de ser decapitado

Obama condena execução de refém pelo EI: ‘pura maldade’

EUA aceleram missão de treinamento de tropas iraquianas contra o EI

O francês, que se converteu ao Islã aos 17 anos, foi para a Síria em 2013, depois de passar um período na Mauritânia. Ele já estava na mira das autoridades francesas. A promotoria de Paris abriu uma investigação preliminar em agosto contra Hauchard. Um mandato de busca chegou a ser emitido, mas não um mandado de prisão internacional. Investigações estão em curso para verificar se um segundo francês também aparece nas imagens.

O procurador de Paris, François Molins, afirmou na noite desta segunda-feira que determinou a abertura de um inquérito para apurar a participação dos dois franceses em um “homicídio por motivos de terrorismo”. Ele afirmou que um total de 1.132 franceses são suspeitos de ligação com movimentos jihadistas e que 376 estão na Síria e no Iraque. Entre eles estão 88 mulheres e dez menores de 18 anos.

Continua após a publicidade

Em julho, Hauchard concedeu uma entrevista à emissora de televisão francesa BFM e disse ter ajudado na captura de Mosul, a cidade iraquiana cuja queda levou os Estados Unidos a retomarem suas operações militares no Iraque. Na entrevista, o jihadista disse estar esperando ansiosamente pela morte. “Do meu ponto de vista pessoal, meu objetivo é ser um mártir”.

Um britânico também estaria entre os jihadistas que aparecem no vídeo. Nasser Muthana juntou-se ao Estado Islâmico e aparece em um vídeo de recrutamento divulgado em junho. Ele teria ido para a Síria no mesmo mês, junto com o irmão Aseel. Nesta segunda, o pai de Nasser, Ahmed Muthana, disse não ter certeza de que é o seu filho nas imagens. “Parece ele. Eu vi uma foto do vídeo. Não posso confirmar, mas acho que pode ser”, disse, em declarações reproduzidas pelo New York Times.

Leia mais:

Contrapropaganda tenta dissuadir jovens de se unir ao EI

‘Subcultura jihadista’ seduz jovens e engrossa fileiras do terror do Estado Islâmico

Alerta – Ao falar sobre o caso, o ministro Cazeneuve pediu aos jovens franceses que “abram os olhos para a terrível realidade” do Estado Islâmico. “Eu faço um apelo solene e sério a todos os nossos cidadãos, principalmente aos jovens que são o alvo principal da propaganda terrorista, que abram seus olhos para a terrível realidade das ações do Daesh”, disse, usando o acrônimo árabe para o nome do grupo. “Eles são criminosos que estão construindo um sistema de barbárie.”

Na sexta-feira, foi publicada uma lei contra o terrorismo que, entre outras coisas, prevê a retirada do passaporte de pessoas suscetíveis a ir ao estrangeiro para se integrar aos grupos jihadistas.

Caio Blinder: Paródias tentam ridicularizar o EI

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês