Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França registra queda de turistas estrangeiros em 2016

Redução no número de visitantes foi atribuída ao impacto dos recentes atentados terroristas, temporais e greves que atingiram o país recentemente

O número de turistas que visitaram a França em 2016 caiu em relação ao ano anterior, informou nesta sexta-feira o Ministério das Relações Exteriores da França. O chanceler Jean-Marc Ayrault atribuiu a queda ao impacto dos atentados terroristas, dos temporais e das greves, que atingiram o país recentemente.

No ano passado, a França recebeu cerca de 82,5 milhões de turistas, contra 85 milhões de visitantes em 2015. O ministro garantiu, no entanto, que a queda não prejudicou a posição da França como o maior destino turístico mundial.

O Ministério do Turismo também informou em seu balanço que os mais de 82 milhões de turistas “refletem a força do setor”, que, mesmo nesse ano “difícil” para o turismo, conseguiu ter um impulso em algumas áreas. A pasta destacou que ter registrado “um retorno em massa da clientela japonesa, com um aumento de 60% das reservas aéreas para Paris no primeiro trimestre de 2017”.

O governo francês destinou 43 milhões de euros extras ao setor – boa parte para reforçar a segurança – como medida excepcional para impulsionar o turismo. O país traçou como objetivo atrair 100 milhões de turistas no ano de 2020, e trabalha também para prolongar a duração de sua estadia e aumentar sua despesa média por pessoa.

Prisões 

Quatro pessoas foram presas, nesta sexta-feira, em Montpellier, cidade do sul da França, suspeitas de planejar um atentado terrorista no país.  Entre as pessoas sob custódia há um homem de 20 anos e sua namorada de 16 anos, ambos conhecidos das autoridades por suas ligações com o islamismo radical. Foram encontrados explosivos e outros materiais para a fabricação de bombas na casa do homem. Segundo autoridades locais, o ataque ocorreria em Paris.

(Com agência EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Luís dos Santos

    A França perdeu atrativo porque mais se islamifica. Quem vai visitar um país com esse “tipo” de insegurança?!

    Curtir

  2. É, com certeza os temporais e as greves tiveram um forte impacto nisso. Quem em sã consciência deixaria de visitar um país e escolheria outro mais seguro apenas por causa de terrorismo em massa?

    Curtir

  3. Ué? Abrem os portões pro Islã e querem o que? Isso é só o começo.

    Curtir

  4. Luiz Carlos Porto

    Acharam uma solução. Cercar a torre por vidro a prova de balas…. como se isso fosse resolver a evasão de turistas….

    Curtir

  5. a frança hj não passe de um putei ro muçulmano onde feministas e comunistas são as cafetinas e cafetões

    Curtir