Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

França quer que Ucrânia retome Crimeia como parte da vitória contra Rússia

Uma fonte diplomática que acompanha comitiva de Macron a Kiev afirmou que país almeja vitória integral

Por Da Redação Atualizado em 16 jun 2022, 11h51 - Publicado em 16 jun 2022, 08h48

A França deseja que a Ucrânia retome o controle da Crimeia como parte do cenário de vitória militar contra a Rússia, de acordo com uma fonte diplomática francesa.

As declarações foram feitas durante a visita de líderes francês, alemão e italiano a Kiev. A fonte falou a jornalistas que viajam com a delegação francesa nesta quinta-feira, 16.

“Somos a favor de uma vitória integral, com a restauração da integridade territorial em todas as áreas conquistadas pelos russos, incluindo a Crimeia”, disse a autoridade francesa, referindo-se à península do Mar Negro que a Rússia anexou à força da Ucrânia em 2014.

Segundo a fonte, serão necessárias negociações para determinar o tipo de garantias de segurança para a Ucrânia e a relação entre a Ucrânia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) após o fim da guerra, para “saber como vamos construir uma paz duradoura”.

“O que está em jogo é a segurança de todos nós”, disse, acrescentando que uma “a definição de uma vitória militar ucraniana é responsabilidade do [presidente Volodymyr] Zelensky”.

Continua após a publicidade

O presidente francês, Emmanuel Macron, o chanceler alemão, Olaf Scholz, e o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, chegaram a Kiev nesta quinta-feira.

Os três líderes viajaram de trem para Kyiv, onde devem se reunir com Zelensky e expressar “uma mensagem de unidade europeia”.

Falando a repórteres na plataforma da estação de trem de Kiev, Macron disse que os líderes também visitarão o local de um suposto massacre.

Questionado se tinha uma mensagem para os ucranianos, Macron disse que tinha uma “mensagem de unidade europeia dirigida a homens e mulheres ucranianos”.

“As próximas semanas, sabemos, serão muito difíceis”, disse ele. “Quero apoiá-los e estar ao lado deles.”

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)