Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França: Marine Le Pen é julgada por incitação ao ódio

A líder do partido francês de extrema-direita Frente Nacional e deputada europeia, Marine Le Pen, está sendo julgada pelos comentários xenófobos feitos há cerca de cinco anos que comparavam a imigração de muçulmanos à ocupação nazista durante a II Guerra Mundial (1939-1945). Em 2 de julho de 2013, o Parlamento europeu aprovou a suspensão de sua imunidade parlamentar, abrindo a possibilidade para a acusação, pronunciada pela Justiça francesa em 10 de julho de 2014.

Le Pen, que defende leis xenófobas e contra a imigração, está sendo julgada nesta terça-feira, dia 20, em um tribunal de Lyon e responde pelo crime de incitação ao ódio racial. Em uma reunião na cidade em 2010, ela disse que existe “uma ocupação de áreas, dos bairros em que a lei religiosa se aplica, é uma ocupação. Certamente, não há tanques, nem soldados, mas ainda sim é uma ocupação que pesa sobre as pessoas”, disse.

Leia também

Prefeitura de Nice, na França, exibe flâmula nazista

Banksy construirá “refúgios” para imigrantes na França

Jean-Marie Le Pen é expulso de partido ultradireitista francês que fundou

Ela se defendeu das acusações, afirmando ter o direito “e até mesmo dever, como líder política, de evocar questões cruciais”. A sentença, que deve ser ditada nesta quarta-feira pode condenar Le Pen a até um ano de prisão, além de uma multa de 45.000 euros (mais de 140.000 reais). Apesar da condenação, analistas acreditam que ela pode se beneficiar do caso, deixando os tribunais com um maior índice de aprovação.

(Da redação)