Clique e assine a partir de 9,90/mês

França começa a eleger líderes regionais neste domingo

Votação, que terá segunda etapa na próxima semana, deve fortalecer a ultradireita e tirar domínio do partido do presidente François Hollande

Por Da Redação - 6 dez 2015, 09h07

Cerca de três semanas após os ataques terroristas em Paris, os franceses começam a eleger neste domingo os novos líderes regionais do país. A eleição deve fortalecer a direita ultraconservadora da França e abalar o governo socialista do presidente François Hollande.

Além das votações deste domingo, o pleito terá ainda uma segunda rodada em 13 de dezembro. Os políticos escolhidos vão governar 13 regiões recém-redesenhadas do país.

Os ataques terroristas a Paris em 13 novembro, que deixaram 130 mortos, e a crise europeia dos imigrantes neste ano abalaram a paisagem política da França. As eleições regionais podem influenciar a escolha do novo presidente do país, em 2017, e interromper uma sequência de dez anos de governo dominado pelos socialistas e conservadores.

Leia também:

Continua após a publicidade

Eleições na Europa: partido de ultradireita conquista maioria França

Marine Le Pen, líder do partido ultradireitista Frente Nacional, espera que a votação consolide os ganhos políticos que ela tem conquistado nos últimos anos. Ela considera que vencer em ao menos uma região já será uma grande vitória, uma vez que seria algo inédito para o seu partido.

Atualmente, a maioria das regiões francesas são lideradas pelo Partido Socialista, do atual presidente. No entanto, embora Hollande tenha visto a sua aprovação subir desde os ataques de Paris, o seu partido tem perdido apoio político nos últimos anos diante da decepção econômica. A tendência é a de que os socialistas percam o domínio sobre as regiões do país para o partido conservador UMP, do ex-presidente Nicolas Sarkozy.

(Da redação)

Publicidade