Clique e assine com até 92% de desconto

França chega a 2 mi de casos e Itália bate recorde em óbitos por Covid-19

Puxado pela Europa, número de óbitos no mundo excedeu em 115 o recorde de 4 de novembro, quando foram registradas 11.000 vítimas mundialmente

Por Da Redação Atualizado em 19 nov 2020, 10h56 - Publicado em 18 nov 2020, 13h17

Na terça-feira 17, a França se tornou o primeiro país europeu a superar os 2 milhões de casos de Coronavírus, enquanto a Itália registrou seu pior número de mortes em apenas um dia desde o início da pandemia. Puxado pela Europa, o número de mortes nas últimas 24h por Covid-19 em todo o mundo foi de 11.115, um recorde até o momento.

A Itália, um dos primeiros países a sofrer com a pandemia no começo do ano, se manteve estável após ter chegado ao pico em julho, mas um novo surto alavancou o número de casos diários e mortes. Em 24 horas, foram 731 novas mortes e 32.191 novos infectados. Ao todo são 46.464 óbitos e 1.238.072 pessoas que foram infectadas.

O governo anunciou medidas para conter a propagação do vírus. Para evitar um lockdown nacional, optou por isolar as regiões mais afetadas, fechando o comércio não essencial, porém, mantendo as aulas presenciais.

Já França se tornou o primeiro país europeu a ultrapassar a marca dos 2 milhões de casos. Atualmente, os fraceses contabilizam 2.087.183 casos e 46.346 mortes. A Alemanha registrou o segundo número de óbitos mais alto desde o início da pandemia da doença, foram 305 pessoas vítimas da Covid-19 em 24h. 

Segundo o boletim epidemológico da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado na terça-feira 17, a Europa foi o continente que registrou o maior número de mortes por Covid-19 nos últimos sete dias. Foi um acréscimo de 18%, contra 15% da Ásia e Pacífico e 11% das Américas.

Ao mesmo tempo, o número de novos casos no continente europeu registrou uma baixa de 10%, enquanto o continente americano teve uma taxa de crescimento de novos pacientes de 44% – a maior parte dos casos vem dos Estados Unidos, onde desde o dia 3 de novembro são registrados mais de 100.000 testes positivos por dia.

Em todo mundo, morreram 1,34 milhões de pessoas por conta da doença e 55.784.525 foram infectadas – dessas, 35.898.286 já se curaram, segundo a Universidade Johns Hopkins. Os países mais afetados continuam sendo os Estados Unidos, com mais de 11 milhões de casos, seguido pela Índia, que próxima de chegar aos 9 milhões, e o Brasil, com 5,9 milhões de casos.

O recorde do número de mortes por Covid-19 no mundo ocorre ao mesmo tempo em que farmacêuticas começam a revelar a eficácia das vacinas que estão sendo produzidas. Enquanto uma vacina da gripe comum possuí entre 40% a 60% de eficácia, os imunizantes contra o coronavírus estão apresentando valores acima dos 90% – Pfizer com 95% de eficácia, CoronaVac com 97% e Moderna com 94,5%.

Continua após a publicidade
Publicidade