Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

França aprova plano de despejo em acampamento de refugiados de Calais

O campo, improvisado próximo ao porto de Calais, abriga pelo menos 3.700 imigrantes em toda sua extensão

Por Da Redação 25 fev 2016, 16h25

Um plano de desocupação de parte do campo de refugiados de Calais, no norte da França, foi aprovado nessa quinta-feira pela Justiça francesa. Segundo as autoridades, por volta de 1.000 imigrantes serão afetados pelo plano de despejo, que evacuará a zona sul do acampamento.

Autoridades francesas estão tratando o plano de desocupação como uma “ação humanitária”. Segundo informado, espaços públicos, como locais de culto e escolas, não serão evacuados. Construído nas dunas, próximo ao porto de Calais, o acampamento com cabanas precárias abriga pelo menos 3.700 imigrantes em toda sua extensão, segundo o governo francês. A organização Help Refugees calcula que esse número já esteja em 5.500 moradores.

Leia também:

Vídeo: gatinho refugiado reencontra família meses depois de se perder dos donos

Terra de emigrantes, Portugal vê com bons olhos chegada de refugiados

UE dá três meses à Grécia para reforçar controle de fronteiras

A data para o despejo dos imigrantes vivendo na região sul de Calais havia sido inicialmente fixada na última terça-feira, mas um grupo de refugiados e ativistas contestou a ordem e pediu para que a justiça avaliasse a legalidade da operação. A juíza responsável pelo caso visitou o campo e recusou o recurso contra a ordem de retirada, aprovando o plano de despejo.

Os refugiados que encontraram abrigo no campo apelidado de “selva”, procedentes em sua maioria da Síria, Afeganistão e Sudão, esperam cruzar o Estreito de Dover e chegar à Inglaterra. A prefeita de Calais, Natacha Bouchart, afirmou que as autoridades locais estão sendo cautelosas para evitar que os refugiados passem a viver nas ruas da cidade. “Estamos aliviados com este anúncio, mas estamos vigilantes”, disse.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade