Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fotos mostram contraste de antes e depois da guerra em Alepo

A segunda maior cidade síria ficou destruída por causa de massivos bombardeios

Anos de conflito castigam os moradores de Alepo, na Síria. A área leste da segunda maior cidade síria, controlada pelos rebeldes desde 2012, ficou completamente destruída com os massivos bombardeios, que se intensificaram em setembro do ano passado, com a interferência da Rússia na guerra síria.  

No fim de novembro, a ofensiva das forças de Bashar Assad chegou aos bairros que estavam nas mãos dos insurgentes, e  dezenas de milhares de pessoas começaram a ser retiradas em ônibus e ambulâncias.

As imagens a seguir mostram o contraste da cidade antes e e depois da guerra: 

Cidadela

Casa de banho

Mercado

Pátio de escola

Shahba Mall, um dos maiores shopping centers da Síria

Fotos de Omar Sanadiki e Khalil Ashawi/Reuters

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Décio Luiz Bozza

    Será que algum dia alguém será julgado por crimes contra a humanidade?

    Curtir

  2. É importante lembrar que não há rebeldes em Aleppo. São terroristas, Al Nusra entre outros. Todos esquecem que neste mesmo período em 2015 os EUA lançaram de paraquedas 40 toneladas de armas. Eles são os responsáveis indiretos e financiadores juntamente com a Arábia Saudita pelos acontecimentos na Síria e Iraque. A conta agora recai sobre os Russos que estão lutando e derrotando os terroristas

    Curtir

  3. Fábio Luís Inaimo

    Sim, PuTrin merece ser canonizado , ele é um “grande estadista” igualzinho ao Hitler !!

    Curtir

  4. Fábio Luís Inaimo

    E a Russia despejou bem mais de 40 toneladas em bombas sobre a população Síria !

    Curtir

  5. Walter Matos de Oliveira Jr

    Faltou mostrar as casas de Bashar Asaf e a de Vladimir Putin. A de Obama é conhecida.

    Curtir

  6. Walter Matos de Oliveira Jr

    Se os políticos que decidem fazer a guerra fossem obrigados a estar na linha de frente simplesmente não haveria guerra.

    Curtir

  7. Ainda bem que a Rússia resolveu ajudar a terminar com os rebeldes que causaram esses desastre em Aleppo!

    Curtir