Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Forças especiais enviadas a Moscou

Forças especiais do ministério russo do Interior foram enviadas a Moscou para “garantir a segurança”, informou uma fonte ministerial, um dia depois de uma manifestação da oposição para denunciar as irregularidades nas eleições legislativas del domingo.

“As tropas especiais têm um único objetivo: garantir a segurança dos cidadãos”, declarou o tenente Vasili Panshkov, ao ser questionado pela agência Interfax sobre a circulação de automóveis militares por Moscou.

Várias unidades das forças especiais, em particular a divisão Dzerjinski – uma unidade de elite da região moscovita – foram mobilizadas para garantir a ordem pública em Moscou, afirmou à AFP um porta-voz da polícia da capital.

Mais de 300 manifestantes, entre eles o blogueiro ativista Alexei Navalni, foram detidos na segunda-feira durante uma manifestação da oposição que reuniu milhares de pessoas em Moscou, a mais importante nos últimos anos.

Os manifestantes queriam marchar até a sede da Comissão Eleitoral para denunciar as fraudes nas eleições de domingo, vencidas pelo partido Rússia Unida, do primeiro-ministro Vladimir Putin.

Os manifestantes, que pediam uma “Rússia sem Putin”, foram detidos perto da Praça Lubianka, sede do serviço secreto FSB, a antiga KGB.