Clique e assine com 88% de desconto

Foguetes atingem área próxima da embaixada dos EUA em Bagdá

Fonte do Ministério do Interior iraquiano, que pediu anonimato, confirmou que os três foguetes caíram nas proximidades da sede diplomática

Por EFE - 20 jan 2020, 21h15

Três foguetes Katyusha atingiram na noite desta segunda-feira, 20, as proximidades da embaixada dos Estados Unidos em Bagdá, localizada na chamada “zona verde”, a região mais fortemente protegida da capital do Iraque e que tem sido alvo de diversos ataques deste tipo desde o início do ano, após o aumento da tensão entre o governo americano e o do Irã.

Uma fonte do Ministério do Interior iraquiano, que pediu anonimato, confirmou à Agência Efe que os três foguetes caíram nas proximidades da sede diplomática, fazendo soar as sirenes de alarme do edifício, que puderam ser ouvidas no perímetro da Zona Verde.

A zona verde fica na parte central de Bagdá, às margens do rio Tigre e abriga todas as embaixadas, sedes ministeriais e outros edifícios governamentais.

Vários foguetes atingiram o centro de Bagdá, perto ou dentro da zona verde nas últimas semanas, deixando feridos e danos materiais em edifícios e veículos, mas sem causar mortes.

Publicidade

Também têm ocorrido ataques deste tipo a bases militares iraquianas onde tropas dos EUA estão presentes, desde que um bombardeio seletivo das forças americanas matou Soleimani no último dia 3.

Antes desse ataque, a embaixada dos EUA havia sido invadida por membros e apoiadores da milícia iraquiana Forças de Mobilização Popular (PMF), que Washington considera responsável por ataques a instalações americanas em solo iraquiano, como o que matou um empreiteiro em 27 de dezembro.

Publicidade