Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fogo em centro de controle provoca caos aéreo em Chicago

Autoridades investigam se funcionário incendiou o local intencionalmente

Por Da Redação 26 set 2014, 16h19

Um incêndio registrado em um centro de controle de tráfego aéreo nesta sexta-feira em Chicago, Illinois, provocou o cancelamento de mais de 1.400 voos que partiam ou tinham como destino o aeroporto internacional de O’Hare, um dos mais movimentados do mundo. As autoridades trabalham com a hipótese de que um funcionário teria provocado o incêndio, possivelmente em uma tentativa de atear fogo ao próprio corpo, informou a rede CNN.

Leia também:

Europa libera uso de smartphones durante todo o voo

Mistério cerca avião desgovernado que sobrevoou Cuba

O suspeito foi levado ao hospital com queimaduras pelo corpo e ferimentos de faca auto infligidos, segundo uma fonte policial citada pela ABC News. O homem não era funcionário da Federal Aviation Administration (FAA), órgão responsável pela aviação americana, mas tinha autorização para trabalhar na instalação. A motivação para incendiar o local, no entanto, não é conhecida.

Continua após a publicidade

O fogo teria começado na principal área de telecomunicações do centro de controle, onde funcionários administram a maior parte do contato com as aeronaves. Um controlador de voo foi atendido pelas equipes de emergência após inalar uma grande quantidade de fumaça. A hipótese de terrorismo foi descartada pelos investigadores.

Leia mais:

Briga entre passageiros faz avião ser desviado nos EUA

Vídeo: motor explode e cabine de avião é tomada por fumaça

Com a completa evacuação do centro de controle, a supervisão dos aviões que já estavam no ar foi dividida entre outras estações. As aeronaves que estavam muito próximas de Chicago foram autorizadas a pousar em velocidade reduzida. Outros aviões foram deslocados para aeroportos próximos, o que provocou um caos aéreo na região centro-oeste dos Estados Unidos. Os aeroportos de Milwaukee e Dallas também foram obrigados a cancelar voos.

Caso semelhante – Há quatro meses, uma nuvem de fumaça no centro de controle de Elgin também provocou atrasos e cancelamentos de voos em O’Hare. O motivo, no entanto, foi uma falha no motor do sistema de ar condicionado do local, segundo as autoridades americanas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)