Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Foco na economia e na classe média opõem Obama e Romney

Os esforços do presidente americano – e candidato democrata – Barack Obama de se projetar como um “protetor da classe média” fortaleceram seu desempenho na campanha à Casa Branca. Seu provável rival, o pré-candidato republicano Mitt Romney, por sua vez, ganhou fôlego na disputa com o argumento de que pode melhorar a economia do país. As conclusões fazem parte de uma pesquisa do Wall Street Journal/NBC News a respeito dos pontos fortes dos candidatos divulgada nesta quinta-feira.

A sete meses da eleição, a pesquisa mostra empate técnico entre Obama, com 49% das intenções de voto, e Romney, com 43%. A margem de erro é de três pontos porcentuais (para mais ou para menos).

Leia também:

Leia também: Eleições: Obama e Romney empatados em pesquisa

Apesar da disputa acirrada, em gráfico publicado pelo Wall Street Journal, Obama aparece à frente de seu oponente em 11 dos 13 quesitos.

Romney lidera apenas nos itens “ter boas ideias para mudar a economia” e “mudar o jeito de fazer política em Washington”.

Já Obama lidera nos quesitos “adotar o tom correto para a moral do país”, “compartilhar seu posicionamento nas questões”, “ser honesto e direto”, “ser um bom comandante”, “ser consistente e defender seus valores”, “ter conhecimento/experiência para lidar com a presidência”, “cuidar da classe média”, “lidar com questões de interesse das mulheres”, “ter compaixão o suficiente para lidar com o cidadão comum”, “cuidar do cidadão comum” e “ser simpático e à vontade”.