Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flórida terá recontagem de votos para governador e senador

Legislação do estado determina que o resultado das urnas seja revisto quando a diferença entre os candidatos for de 0,5% ou menos

As eleições para o governo da Flórida e para o Senado pelo mesmo estado passarão por uma recontagem de votos, conforme foi decidido neste sábado pelo secretário de Estado local, Ken Detzner. A lei da Flórida determina a revisão do resultado das urnas quando a diferença entre os dois candidatos for de 0,5% ou menos.

Na última terça-feira, no dia do pleito, o prefeito democrata de Tallahassee, Andrew Gillum, admitiu a derrota na disputa pelo governo da Flórida para o seu principal rival, o ex-congressista republicano Ron DeSantis, que chegou a atingir a vantagem de mais de 80.000 votos no meio da apuração. No entanto, de acordo com os resultados consolidados hoje, a diferença entre os dois diminuiu para 33.584, ou seja 0,41%, suficiente para o órgão eleitoral determinar a necessidade de reanálise.

Também haverá recontagem para a eleição entre o senador republicano Rick Scott e o democrata Bill Nelson, que concorre à reeleição, porque a diferença entre eles é inferior a 0,15% – mais precisamente, de 12.562 votos.

Segundo a Divisão Eleitoral da Flórida, os resultados das recontagem determinadas hoje devem ser conhecidos na próxima quinta-feira.

Na terça-feira, os americanos foram às urnas para escolher definir uma nova Câmara, um terço do Senado e mais de 75% de seus governadores em meio a um agitado clima político. Após o pleito, um novo panorama foi desenhado no Congresso, depois que os democratas recuperaram o controle da Câmara dos Representantes e os republicanos ampliaram a maioria no Senado.

(Com agência Efe)