Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fitch rebaixa solvência dos 4 principais bancos espanhóis

Madri, 13 fev (EFE).- A agência Fitch rebaixou nesta segunda-feira em dois degraus a qualificação da dívida a longo prazo do Banco Santander e em um degrau a solvência do BBVA, do CaixaBank e do Bankia, semanas após degradar a nota da Espanha.

Em comunicado, a Fitch informou a revisão, que implica que a dívida do Banco Santander passa de AA- para A, igualando-se ao BBVA, que baixa um degrau e perde seu A+.

Em seguida, aparecem CaixaBank e La Caja, ambas com A- e o Bankia, que agora tem uma nota BBB+ e é a única entidade com perspectiva estável, diferente de todas as demais.

A agência degradou a nota do Santander e do BBVA até igualá-las à da Espanha, cuja dívida rebaixou em dois degraus no último dia 27 de janeiro.

Argumenta uma ‘estreita relação’ entre os bancos e o risco soberano, por isso nem sequer os dois grandes (Santander e BBVA), com maior presença fora que dentro do país, têm melhor nota que a Espanha.

A Fitch acredita que neste ano o PIB espanhol não crescerá e em 2013 aumentará apenas 1%, com um índice de desemprego próximo a 23%.

A agência explica que as franquias do Santander no Brasil, México e Chile servem para compensar as contas da Espanha e assegura que é um dos bancos que está em melhores condições para cumprir os ‘estritos’ requisitos do Governo espanhol.

Com relação ao BBVA, também aplaude sua diversificação e reconhece que tanto suas filiais na América Latina como nos Estados Unidos ajudam-no a ‘diminuir’ o efeito negativo da Espanha, embora ressalte que seguem tendo uma nota mais baixa que a do próprio grupo.

O Governo espanhol anunciou no início de fevereiro que os bancos espanhóis terão que aumentar em 50 bilhões de euros suas provisões em um ano para sanear seu risco imobiliário. EFE