Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Filipinos se pregam em cruzes para rememorar a Paixão de Cristo

Nesta Sexta-Feira Santa, papa Francisco dedica a Via Crucis no Coliseu às vítimas do tráfico humano; chuvas atrapalham procissões na Espanha

Nove pessoas se deixaram crucificar, com pregos trespassados nos pés e mãos, nas celebrações da Sexta-Feira Santa na norte das Filipinas. O país de maioria católica é conhecido mundialmente pelo fervor e pela reprodução realista, entre os fieis, dos flagelos sofridos por Jesus Cristo, apesar das advertências contrárias a essas atitudes feitas pelo Vaticano.

Os devotos filipinos estão estre os mais violentos em seus rituais. Em procissões, homens se flagelaram com varas de bambu enquanto outros penitentes carregavam cruzes de madeira ou simplemente caminhavam descalços sobre os calçamentos quentes, segundo a Deutsch Weler. As manifestações de religiosidade atraíram milhares de turistas estrangeiros para as Filipinas.

Mary Jane Sazon foi a única mulher crucificada neste ano na vila de São Pedro Cutud, na província filipina de Pampanga. Ela dedicou o sacrifício à recuperação da saúde de sua mãe

“Eu pensei que eles não se pregavam de verdade, mas isso aconteceu”, surpreendeu-se o turista alemão Johann Tenken à rede ABS-CBS News.

A grande expactativa está nas cerimônias em Roma, a serem conduzidas pelo Papa Francisco. O pontífice iniciou às 12h (horário de Brasília), a Liturgia da Palavra e a Adoração da Cruz na Basílica de São Pedro. Às 16h15, começará a Via Crucis, no Coliseu, onde fará meditações sobre as vítimas do tráfico humano em cada uma das 14 estações que simbolizam passagens específicas da paixão e morte de Jesus.

Papa Francisco reza durante a celebração da Paixão do Senhor na Basílica de São Pedro – 19/04/2019

Papa Francisco reza durante a celebração da Paixão do Senhor na Basílica de São Pedro – 19/04/2019 (Tiziana Fabi/AFP)

Devotos em vários países já iniciaram as celebrações solenes desta sexta-feira, 19. Em Londres, haverá a encenação da peça de teatro “A Paixão de Jesus” na Trafalgar Square, com entrada gratuita. A peça envolve o trabalho de mais de 100 atores profissionais e amadores. As autoridades recomendam aos adultos não trazerem crianças, dado o realismo das interpretações. Celebrações estão em curso em países de maioria católica, como a Polônia, e também por fieis em nações com outras religiões oficiais, como o muçulmano Paquistão.

Mas na católica Espanha, parte das tradicionais procissões e cerimônias solenes foi cancelada por causa das chuvas intensas em todo o país. Em Múrcia, a esperada procissão da Confraria de Nossa Pai Jesus Nazareno foi suspensa.