Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

FBI interroga hoje sequestradores de jovens resgatadas

Irmãos que mantiveram jovens em cativeiro por uma década devem ser acusados de detenção ilegal, estupro e outros tipos de abusos e torturas

Por Da Redação
8 Maio 2013, 02h42

O FBI concluiu as entrevistas com as três jovens resgatadas em Cleveland, no estado americano de Ohio, após um sequestro que durou uma década e terminou na segunda-feira. A filha de seis anos que uma delas teve com um dos autores do crime também foi ouvida. Agora, a próxima etapa é interrogar os três irmãos sequestradores que mantiveram presas em casa Amanda Berry, Gina DeJesus e Michele Knight. O interrogatório ocorre nesta quarta-feira, segundo a polícia americana.

Leia também:

Vizinho que ajudou sequestrada vira herói na internet

Criança resgatada nos EUA é filha de sequestrador

Continua após a publicidade

Um especialista em vítimas infantis entrevistou Amanda Berry, desaparecida em 2003, e sua filha de seis anos, que foi concebida durante o tempo em que esteve sequestrada. Gina DeJesus, desaparecida em 2004, e Michelle Knight, em 2002, também foram ouvidas em um “ambiente bem cômodo” para elas, afirmou à emissora CNN um porta-voz do FBI, Vicki Anderson.

De acordo com Anderson, o proprietário da casa onde as mulheres estavam, Ariel Castro, de 52 anos, e seus outros dois irmãos sequestradores, Pedro, de 54, e Oneil, de 50, serão interrogados por uma equipe conjunta da polícia de Cleveland e agentes do FBI. Além do interrogatório com os três, a apresentação formal das acusações também deverá ser realizada nesta quarta. Entre os crimes devem constar detenção ilegal, estupro e outros tipos de abusos e torturas.

As autoridades já analisaram a casa de Ariel Castro, com auxílio de um cão especializado na busca de cadáveres. Além disso, os investigadores revisaram o pátio traseiro do imóvel, onde puderam observar que havia terra aparentemente removida, mas não deram mais informações sobre essa descoberta.

Família – As jovens sequestradas começaram a se reunir com suas famílias e a retomar o contato com os parentes. No período da tarde, por exemplo, Amanda pôde falar ao telefone com sua avó, Fern Gentry. Na conversa, reproduzida emissora local WJHL, a vítima afirmou que estava bem e que a menina de seis anos resgatada com ela segunda é efetivamente sua filha. “Pensei em você nesse tempo todo. Nunca te esqueci”, afirmou a avó durante a conversa.

Continua após a publicidade

De acordo com o canal local WKYC-TV, que citou fontes policiais, as jovens teriam engravidado e realizado abortos ‘múltiplas’ vezes durante o período em que estiveram sob o domínio dos sequestradores.

Em entrevista à rede CNN, o vizinho que ajudou no resgate das três jovens, Charles Ramsey, afirmou não se considerar um herói e nem estar interessado em uma possível recompensa. Ele ganhou esse status na internet depois de entrevistas concedidas a redes de TV e da divulgação do áudio de seu telefonema à polícia.

(Com agência EFE)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.