Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Farc anuncia nomes de três reféns que libertará na Colômbia

A guerrilha Farc anunciou nesta quarta-feira os nomes de três reféns, um militar e dois policiais, que serão libertados em breve na Colômbia, em um vídeo divulgado no site http://www.farc-ep.co.

Os reféns que devem ser libertados são o cabo do Exército Luis Alfonso Beltrán, sequestrado em 2 de março de 1998; o segundo sargento da Polícia César Augusto Lazo, refém desde 1º de novembro de 1998; e o subintendente da Polícia Carlos Duarte, nas mãos da guerrilha desde 12 de julho de 1999.

Estes nomes se somam a outros três já anunciados no final de dezembro, segundo o comunicado lido no vídeo pelo comandante das Farc, Iván Márquez. Os seis reféns estão há mais de doze anos em cativeiro e serão entregues a uma missão humanitária em uma data ainda não definida.

Para realizar esta libertação unilateral, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) esperam que o governo do presidente Juan Manuel Santos anuncie as condições de segurança, indicou o comunicado, no qual a guerrilha também pediu melhores condições de reclusão para seus combatentes presos.

“Esperamos a divulgação dos protocolos de segurança e o estabelecimento da comissão internacional que examinará as condições desumanas de reclusão de centenas de presos políticos”, disse Márquez ao ler o comunicado do secretariado (comando central) das Farc.

“Não desistiremos em nosso empenho pela volta (para a Colômbia) de Simón Trinidad, Iván Vargas e Sonia”, acrescentou Márquez, referindo-se a três comandantes das Farc que estão presos nos Estados Unidos.

Na mensagem, as Farc pediram que seja analisada uma troca de reféns por guerrilheiros presos e indicaram que essa via deve “seguir as normas constitucionais”.

As Farc, que recentemente libertou unilateralmente 20 reféns, ainda mantêm em seu poder pelo menos onze policiais e militares.