Clique e assine com 88% de desconto

Facebook se desculpa por tradução pejorativa de nome do presidente chinês

Texto em birmanês para o inglês transcreveu o nome do líder da China, Xi Jinping, como "senhor ânus"; traduções foram desativadas do aplicativo

Por EFE - Atualizado em 19 jan 2020, 09h23 - Publicado em 19 jan 2020, 09h19

O Facebook pediu desculpas pela tradução errada do birmanês para o inglês do nome do presidente da China, Xi Jinping, que apareceu na transcrição automática como “Mr. Shithole” (“Senhor Ânus”, em tradução livre). “Resolvemos um problema relacionado com as traduções birmanesas para o inglês e estamos trabalhando para identificar a causa para garantir que isso não volte a acontecer”, disse a empresa de tecnologia em comunicado à imprensa divulgado no sábado, onde pediu desculpas.

A tradução que causou a confusão com o nome do líder chinês foi divulgada através dos perfis da mídia birmanesa e até mesmo da  Conselheira de Estado,  Aung San Suu Kyi, ganhadora do prêmio Nobel da Paz. No entanto, neste domingo, 19, a opção de tradução de textos foi desativada no aplicativo.

No sábado, Xi e Suu Kyi assinaram dezenas de tratados, a maioria deles relacionada a projetos de infraestrutura que a China financia em Mianmar. Durante a visita de dois dias, o chefe de governo chinês também se encontrou em Naipyid com o presidente birmanês, Win Myint, e o chefe do Exército, Min Aung Hlaing.

O Facebook é a rede social de maior sucesso na Birmânia, com quase 20 milhões de usuários entre os 53 milhões de habitantes do país, e serve a muitos nativos para acompanhar as notícias.

Publicidade

Em novembro de 2018, os responsáveis pela mídia admitiram publicamente erros na tentativa de combater as mensagens de ódio contra a minoria Rohinya, perseguida pelo país, e anunciaram a contratação de mais tradutores. Desde então, a empresa americana fechou centenas de perfis, grupos e contas, incluindo a do chefe do exército.

Publicidade