Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Explosões controladas derrubam ponte que colapsou na Itália em 2018

Infraestrutura ruiu em 8 segundos, com tanques de água ao redor para evitar a nuvem de poeira fina; 4.000 pessoas foram removidas de suas casas

Milhares de pessoas foram retiradas de suas casas para a demolição da ponte italiana Morandi, em Gênova, nesta sexta-feira, 28. Em agosto do ano passado, parte da estrutura colapsou matando 43 pessoas. Às 9h37 da manhã (4h37 em Brasília) os explosivos foram detonados, e a ponte foi ao chão em menos de 8 segundos.

O processo de demolição começou em fevereiro deste ano, com a retirada do pavimento e de trilhos da ponte entre os seus pilares intermediários.

Especialistas em demolição plantaram cargas explosivas nos dois pilares restantes da ponte que pesam, aproximadamente, 4.500 toneladas.

Como medida de segurança, quase 4.000 pessoas foram removidas de suas casas, e as estradas em um raio de até 300 metros foram bloqueadas. Para evitar que a nuvem de concreto fino se espalhasse pela região, foram colocados tanques de água ao redor dos pilares.

Estavam presentes na demolição os vices-primeiros-ministros italianos Matteo Salvini e Luigi di Maio.