Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Explosão em um arsenal perto de Teerã deixa 27 mortos

Por Behrouz Mehri 12 nov 2011, 13h16

Vinte e sete pessoas morreram neste sábado na explosão de um depósito de munições da Guarda da Revolução, perto de Teerã, anunciou um porta-voz desse grupo de elite do regime, o comandante Ramazan Sharif, citado pela agência oficial IRNA.

“A explosão de um dos depósitos de munições da base da Guarda Revolucionária em Malard causou 27 mártires”, declarou o comandante Sharif.

“O acidente ocorreu em uma base militar próxima de Malard e de Sharyar”, subúrbio de Teerã, onde uma grande quantidade de munições explodiu, segundo o deputado do distrito, Hossein Garusi, no site do Parlamento.

Ambulâncias, um helicóptero médico e equipes de socorro com cães farejadores foram enviados para o local, informou um funcionário do Centro de Emergência de Teerã, citado pela agência de notícias ISNA.

O depósito pertence à Guarda da Revolução (Pasdaran), o exército de elite do regime iraniano, informou o site dos Pasdaran, que deve publicar mais informações posteriormente.

A explosão foi sentida nos bairros da parte oeste de Teerã e escutada até no centro da capital do Irã. Janelas e portas balançaram segundo várias testemunhas.

De acordo com a imprensa local, o acidente pode estar ligado com uma estação de distribuição de gás comprimido natural (GNC). O ministério do Petróleo negou esta possibilidade.

As Forças Armadas iranianas dispõe de várias bases na periferia de Teerã.

Em outubro de 2010, uma explosão acidental de um depósito pertencente aos Guardiões fez cerca de 20 mortos em Khorramabad.

Continua após a publicidade
Publicidade