Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Explosão em estádio de futebol na Nigéria mata pelo menos 40

Nenhuma organização reivindicou o ataque, mas grupo Boko Haram é suspeito

(Atualizado às 21h)

Pelo menos 40 pessoas morreram, neste domingo, quando uma bomba explodiu em um estádio de futebol na Nigéria. O atentado terrorista aconteceu na cidade de Mubi, Nordeste do país, que já foi alvo de ataques por parte dos islamitas Boko Haram. Nenhum grupo, porém, havia reivindicado a autoria do ataque até a noite.

Segundo a polícia, a explosão ocorreu às 14h30 de Brasília, quando torcedores deixavam o local. Ainda não se sabe se há jogadores entre as vítimas, mas o porta-voz da polícia, Usman Abubakar, já informou que o número de mortos pode ser maior. “O trabalho está em andamento para remover os corpos.”

Dois suspeitos foram detidos, ainda de acordo com a fonte policial. Um deles, contudo, teria se ferido durante o ataque e morreu no hospital pouco depois da prisão, afirmou o jornal local The Punch.

A explosão ocorreu menos de 48 horas após ameaças de ataque a uma universidade do município, por meio de uma carta supostamente enviada pelo Boko Haram. Mubi fica em Adamawa, um dos três Estados sob estado de emergência, imposto pelo presidente Goodluck Jonathan para combater o grupo terrorista.

Terror – As ações dos radicais despertam mais indignação no mundo todo há pelo menos dois meses, tempo em que mais de 200 meninas de uma escola de Borno são mantidas reféns. Somente nas últimas semanas, o grupo assassinou cerca de 300 pessoas no noroeste da Nigéria.

Boko Haram, que significa em línguas locais “a educação não islâmica é pecado”, luta para impor um Estado islâmico no país de maioria muçulmana, no norte, e predominantemente cristã, no sul.

Leia também:

Boko Haram, o terror que ameaça a maior economia da África

Nigéria: mais quatro das 200 meninas raptadas estão livres

Boko Haram mata 24 pessoas em aldeia na Nigéria

(Com agências Reuters, EFE, France-Presse e Estadão Conteúdo)