Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Explosão de pacote-bomba em prédio público italiano deixa 1 ferido

Por Da Redação 9 dez 2011, 11h12

Roma, 9 dez (EFE).- Uma pessoa ficou ferida nesta sexta-feira na explosão de um pacote-bomba enviado à agência de arrecadação de impostos da Itália (Equitalia), em Roma, informou a Polícia.

As primeiras investigações da Polícia indicam que o explosivo estava envolto em um papel-bolha e foi entregue por volta das 12h30 (9h30 de Brasília) pelo correio destinado ao diretor-geral da Equitalia, Marco Cuccagna, quem teve a mão ferida na explosão.

A detonação aconteceu quando Cuccagna estava abrindo o envelope. Ele teve ferimentos na mão, com a perda da falange de um dedo, e no olho. O diretor foi transferido imediatamente para um hospital da cidade.

Nesse momento, a Divisão de Investigações Gerais e Operações Espaciais (Digos) trabalha na reconstrução dos passos do atentado. Bombeiros e a Polícia Científica também estão no local.

O promotor-adjunto, Pietro Saviotti, que trabalha com a Digos, garantiu que se trata de um ‘atentado terrorista’.

A Promotoria de Roma abriu uma investigação para esclarecer e prender os responsáveis pelo pacote-bomba. A Polícia teme que o caso possa estar ligado com o envio na quinta-feira de uma carta bomba a Josef Ackermann, executivo-chefe do Deutsche Bank, que foi assumido pela Federação Anarquista Informal (FAI).

Por meio de comunicado, o presidente do Governo da Itália, Mario Monti, expressou ‘sua solidariedade ao diretor Marco Cuccagna’ da Equitalia. Monti manifestou ao presidente da empresa pública, Attilio Befera, ‘sua estima e apoio pela ação’. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade