Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Explosão de mesquita no Afeganistão deixa 33 mortos

Outras 43 pessoas ficaram feridas após a destruição de uma mesquita em Kunduz; uma série de explosões abalou o país na semana passada

Por Da Redação 22 abr 2022, 14h48

O Talibã, que governa o Afeganistão, informou nesta sexta-feira, 22, que 33 pessoas morreram e outras 43 pessoas ficaram feridas em uma explosão em uma mesquita na província de Kunduz.

Entre os mortos estão crianças, de acordo com o porta-voz do Taleban, Zabiullah Mujahid. Segundo ele, a explosão ocorreu durante uma cerimônia na mesquita, onde um grupo de fiéis realizava rezas.

Na véspera, outras explosões atingiram Kunduz e uma mesquita xiita na cidade de Mazar-i-Sharif, no norte do Afeganistão. Ao menos 31 pessoas morreram na mesquita, enquanto outras 87 ficaram feridas.

Na terça-feira 19, escolas em Cabul também tiveram explosões, matando estudantes.

A rede de televisão afegã TOLO news disse que o incidente desta sexta-feira teve como alvo a mesquita Mawlawi Sekandar.

Continua após a publicidade

Segundo a emissora americana CNN, uma testemunha confirmou que viu corpos sendo retirados do templo. ​​A fonte exigiu anonimato por temores de represálias do governo.

Várias cidades afegãs foram alvo de uma série de explosões mortais na semana passada, principalmente contra a comunidade xiita Hazara. A maioria dos ataques desta semana foi reivindicada pelo grupo afiliado do Estado Islâmico, e rival do Talibã, o ISIS-Khorasan (ISIS-K).

O Talibã diz ter derrotado o Estado Islâmico, mas o grupo continua sendo um desafio de segurança fundamental para os novos governantes do Afeganistão. O grupo disse que os ataques fazem parte de uma campanha global para “vingar” as mortes de seu ex-líder e porta-voz.

+ Drama afegão: as cenas chocantes do retorno do Talibã ao poder

Mujahid, porta-voz do Talibã, descreveu os responsáveis pelas explosões como “elementos malignos”, acrescentando que “esforços sérios estão sendo feitos para prendê-los e puni-los”.

Até agora, nenhum grupo assumiu a responsabilidade pela explosão desta sexta-feira.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)