Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Exército israelense promete deter nova flotilha em Gaza

Nesta terça completa um ano do ataque de Israel contra outra frota humanitária

Por Da Redação 31 Maio 2011, 18h18

Um alto general de Israel disse nesta terça-feira que os militares do país se preparam para deter mais uma flotilha de ajuda humanitária que os grupos pró-palestinos planejam enviar no final de junho para a Faixa de Gaza, desafiando um bloqueio israelense naval.

Nesta terça-feira, em Gaza, o Hamas relembra o primeiro aniversário de um ataque de Israel contra uma frota semelhante, que deixou nove turcos mortos. À ocasião, soldados da Marinha israelense entraram em choque com os ativistas com cassetetes e facas.

“Estamos nos preparando para deter a flotilha de acordo com as ordens do governo israelense”, teria dito o tenente-general Benny Ganz, citado por um oficial israelense. O funcionário, que informou aos repórteres sobre as deliberações do Comitê dos Negócios Estrangeiros e da Defesa, não entrou em mais detalhes sobre o testemunho de Ganz.

A imprensa israelense, porém, informou que os comandos estavam revisando suas táticas após o atentado de 31 de maio de 2010, quando as relações tensas entre Israel e Turquia provocaram críticas internacionais e levaram a um abrandamento do bloqueio terrestre a Gaza.

Em uma entrevista coletiva na Turquia na segunda-feira, no deck da Marmara Mavi, o navio onde ocorreram as confrontações, 22 grupos ativistas pró-palestinos fizeram um apelo aos governos para que pressionem Israel a fim de evitar uma nova “carnificina”. Segundo o grupo, 15 navios, incluindo a Marmara Mavi, estariam na nova frota, transportando 1.500 pessoas de cerca de 100 países, com ajuda humanitária e materiais de construção.

Continua após a publicidade
Publicidade