Clique e assine a partir de 9,90/mês

Exército israelense mata primeiro palestino em Gaza em três meses de trégua

Homem de 32 anos foi atingido por uma bala disparada de um mirante

Por Da Redação - 23 nov 2014, 10h04

O exército israelense matou neste domingo um palestino na Faixa de Gaza, o primeiro após três meses de cessar-fogo, segundo o ministério da Saúde de Gaza. A vítima, Mohammed Halawa, de 32 anos, foi atingida por uma bala disparada de um mirante do exército israelense na fronteira com a Faixa de Gaza, segundo porta-voz palestino.

Leia também:

Israel: serviço secreto frustra plano para matar chanceler

Reflexões de um pai judeu sobre Gaza

Continua após a publicidade

De acordo com o ministério da Saúde de Gaza, Halawa estava trabalhando em uma plantação quando foi baleado. Já de acordo com um parente, ele estava caçando pássaros que se aninham em árvores perto da fronteira com Israel para vender nos mercados de Gaza.

Segundo o jornal israelense Haaretz, o Exército de Israel confirmou ter disparado contra dois homens que se aproximaram da cerca de segurança e ignoraram ordens para se afastar. Os soldados atiraram primeiro para o alto e depois contra um dos palestinos, atingindo-o. Ele foi levado de ambulância para um hospital em Gaza e não resistiu.

Em julho e agosto, durante 50 dias, combatentes palestinos e tropas israelenses se enfrentaram na Faixa de Gaza. O conflito deixou 2.200 palestinos mortos, em sua maioria civis, e mais de 70 falecidos do lado israelense, principalmente soldados. No dia 26 de agosto as duas partes firmaram um cessar-fogo com o compromisso de abrir as negociações, com mediação do Egito, que ainda não começaram.

(Com agências France-Presse e Reuters)

Publicidade