Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Exército iraquiano lança ampla ofensiva contra o EI

A operação militar, com cerca de 30.000 homens do Exército e de milícias, tentará recuperar a cidade de Tikrit, que está sob controle dos jihadistas desde junho

Por Da Redação 2 mar 2015, 07h56

As forças iraquianas iniciaram nesta segunda-feira uma ampla operação militar para expulsar o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) do norte da província de Saladino e recuperar sua capital, a cidade de Tikrit. Fontes militares comunicaram que às 5h00 do horário local (23h00 de domingo em Brasília) as tropas regulares, apoiadas por milicianos pró-governo, começaram sua ofensiva nesta região, situada ao norte de Bagdá.

A campanha foi ordenada ontem à noite pelo primeiro-ministro e comandante geral das Forças Armadas, Haidar al Abadi, que se reuniu com dirigentes provinciais e chefes de segurança em Samarra, a segunda maior cidade de Saladino. A província de maioria sunita caiu em mãos do EI em junho passado.

Leia também

Viúva de refém morto quer que jihadista ‘John’ seja julgado

Estado Islâmico destrói estátuas milenares em museu do Iraque

O primeiro eixo de ataque saiu de Samarra rumo a Al Dur. O segundo eixo cobre a via que une a base aérea Spiker, onde o EI executou dezenas de soldados iraquianos há meses, com Tikrit. Outros alvos da operação de Saladino são a cidade de Alalam e a zona de Al Fatha. O avanço terrestre das tropas vai ser acompanhado por bombardeios de artilharia contra as posições do EI. Ao todo, entre soldados e milícias civis, a operação envolve cerca de 30.000 homens.

Até o momento, o Exército iraquiano recuperou o bairro de Al Qadesiya, no norte de Tikrit, assim como áreas ao norte de Samarra e outras na cidade de Al Dur. O Iraque vive desde junho passado uma luta ferrenha contra o EI, que proclamou um califado em zonas sob seu controle no norte iraquiano e sírio.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade