Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Exército da Rússia recua na 2ª maior cidade da Ucrânia, dizem militares

Após contra-ataque no leste, Zelensky adota tom cauteloso e diz que fim da guerra ainda é 'imprevisível'

Por Da Redação 14 Maio 2022, 18h50

Tropas russas estão recuando dos arredores de Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, neste sábado, 14, segundo autoridades da forças armadas ucranianas. Ao mesmo tempo, o exército da Ucrânia anunciou uma contra-ofensiva na cidade de Izium, cerca de 120 quilômetros de Kharkiv, na intensão de retomar territórios no leste do país que até então eram controlados por forças russas.

O recuo do exército russo em Kharkiv ocorre após semanas de bombardeios, em uma batalha por um dos principais centros industriais do país. O ministro da Defesa ucraniano, Oleksii Reznikov, disse que a guerra está “entrando em uma nova fase — e de longo-prazo”. O exército russo, que há cerca de um mês anunciou uma nova fase do conflito e uma nova estratégia, agora foca boa parte do seu poder de fogo na região do Donbas, no leste ucraniano, onde historicamente se concentra a população que fala o idioma russo. A região do Donbas já convive com um conflito separatista desde 2014, após a anexação da Crimeia pela Rússia e o início de confrontos nas regiões de Donetsk e Luhansk.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, foi comedido ao falar sobre o atual estágio da guerra e disse que a situação no Donbas continua muito difícil para as forças sob seu comando. Ele diz que o exército russo ainda tenta demonstrar algum tipo de vitória no conflito. “Ninguém hoje pode prever quanto tempo essa guerra vai durar”, disse Zelensky em um vídeo oficial publicado na noite de sexta-feira, 13.

Izium é controlada por forças russas ao menos desde o início de abril. Próxima à fronteira, e a apenas 80 quilômetros da cidade russa de Belgorod, Kharkiv tinha uma população de 1,4 milhão de habitantes antes da guerra, e seu controle se tornou um dos principais objetivos de guerra para o exército russo. O governador regional de Kharkiv, Oleh Synyehubov, disse em uma mensagem através do aplicativo Telegram que nenhum bombardeio foi ouvido na cidade entre sexta e sábado.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês