Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Exames mostram que tumor de Lula desapareceu

Por Da Redação
28 mar 2012, 13h38

São Paulo, 28 mar (EFE).- O tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diagnosticado em outubro do ano passado, desapareceu com o tratamento ao qual foi submetido nos últimos meses, informaram nesta quarta-feira seus médicos.

O desaparecimento do tumor foi constatado nos exames realizados nesta quarta-feira, segundo um boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês de São Paulo.

De acordo com a nota, foram realizados exames de ressonância nuclear magnética e laringoscopia, que mostraram a ‘ausência de tumor visível’.

Segundo os médicos, os exames revelaram ‘apenas leve processo inflamatório nas áreas submetidas à radioterapia’.

A equipe liderada pelo médico Roberto Kalil Filho informou que Lula continuará indo ao hospital para prosseguir suas sessões de fonoaudiologia e para um programa de avaliações periódicas que será iniciado em breve.

Continua após a publicidade

Os médicos já haviam antecipado que o tumor não estava mais visível nos exames de tomografia, mas ainda não tinham anunciado o sucesso do tratamento ao qual foi submetido o ex-presidente, que combinou quimioterapia com radioterapia.

Após ser diagnosticado com câncer em outubro, Lula foi submetido até dezembro a um ciclo de quimioterapia que reduziu em 75% o tumor maligno de três centímetros que os exames mostravam na laringe.

Os médicos complementaram o tratamento com 33 sessões de radioterapia, que começaram no último dia 4 de janeiro e concluíram no final de fevereiro, e cujo objetivo era eliminar os resíduos do tumor.

Apesar do sucesso do tratamento, Lula, que perdeu cerca de 10 quilos, teve que permanecer hospitalizado uma semana no início deste mês por uma pneumonia que seus médicos consideraram como uma reação normal em um paciente com o sistema imunológico enfraquecido.

Continua após a publicidade

Segundo seus assessores de imprensa, assim que teve conhecimento dos resultados dos exames, Lula ligou para a presidente Dilma Rousseff, que está em Nova Délhi.

Depois se dirigiu ao Instituto de Cidadania, que fundou e ao qual se dedica desde que deixou o poder em janeiro de 2010, e já planeja reiniciar seus trabalhos.

Os médicos, no entanto, disseram que o ex-governante poderá normalizar suas atividades em 30 dias, quando provavelmente começará a apoiar aos candidatos do PT que disputarão as eleições municipais de outubro deste ano. EFE

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.