Ex-primeiro-ministro do Peru é preso em investigações do caso Odebrecht

Cesar Villanueva foi primeiro-ministro do governo do presidente peruano, Martin Vizcarra, de abril de 2018 a março de 2019

Por Da Redação - Atualizado em 28 nov 2019, 01h24 - Publicado em 28 nov 2019, 01h22

O ex-primeiro-ministro do Peru, Cesar Villanueva, foi preso preventivamente nesta quarta-feira, de acordo com o Ministério Público do país, enquanto está sendo investigado por suposto tráfico de influência, em um caso de suborno ligado à construtora brasileira Odebrecht.

Villanueva foi primeiro-ministro do governo do presidente peruano, Martin Vizcarra, de abril de 2018 a março de 2019.

Quase todos os ex-presidentes vivos do Peru estão sob investigação acerca de suas conexões com a Odebrecht, com exceção do ex-presidente Alberto Fujimori, que está cumprindo uma pena de 25 anos de prisão por violações de direitos humanos e corrupção.

Na segunda-feira, o Tribunal Constitucional do país aprovou ma solicitação de habeas corpus para liberar a líder opositora Keiko Fujimori.

Publicidade

A política estava presa preventivamente desde outubro de 2018, enquanto era investigada por suposta lavagem de dinheiro em uma operação que, segundo a acusação, ela recebeu dinheiro sujo da construtora brasileira Odebrecht para suas campanhas presidenciais de 2011 e 2016. Após sua soltura, a investigação continuará.

(Com Estadão Contéudo)

Publicidade