Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-primeiro-ministro do CNT adverte para risco de radicalização na Líbia

Bruxelas, 24 mar (EFE).- O ex-primeiro-ministro do Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio, Mahmoud Jibril, acusou a comunidade internacional de ter abandonado o país após a queda do regime de Muammar Kadafi e advertiu para o risco de radicalização entre a população.

Em um debate neste sábado sobre o ‘day after’ da revolução conhecida como ‘Primavera Árabe’, durante o Brussels Forum realizado neste fim de semana, Jibril lamentou que os ‘parceiros’ que ajudaram na queda do regime tenham ‘esquecido’ o país africano, que agora se encontra em uma situação de ‘vazio’.

Além disso, alertou para o risco que os radicais islâmicos aproveitem a situação para tentar tomar o poder.

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, presente também no debate, rejeitou as acusações e assegurou que a União Europeia não esqueceu a Líbia e que segue existindo um forte compromisso por parte dos 27 membros do bloco com o país.

O Brussels Forum é uma conferência que reúne anualmente intelectuais, políticos e empresários europeus e americanos para tratar temas da atualidade. EFE