Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ex-premiê israelense condenado por corrupção começa a cumprir sua pena

Por Da Redação - 15 fev 2016, 08h26

O ex-primeiro-ministro israelense Ehud Olmert entrou nesta segunda-feira no centro penitenciário de Maasiyahu para cumprir uma pena de 19 meses por corrupção. Ele é o primeiro ex-chefe de governo israelense a ser preso. Olmert, de 70 anos, primeiro-ministro entre 2006 e 2009, foi condenado a 18 meses de detenção por ter recebido subornos quando era prefeito de Jerusalém, entre 1993 e 2003. Posteriormente, ele ainda foi condenado a mais um mês de prisão por obstrução do trabalho da Justiça.

Olmert chegou à prisão escoltado por guardas que fazem sua escolta pessoal – um dispositivo de segurança comum a todos os ex-premiês israelenses. Visivelmente abatido, o ex-premiê entrou em silêncio na penitenciária, que fica ao sul da capital Tel Aviv. Também nesta segunda, horas antes de entrar na prisão, Olmert publicou um vídeo negando sua culpa. “Podem imaginar a dor e a estranheza que esta mudança representa para mim, para minha família, meus entes queridos e as pessoas que me apoiam?”, questiona o ex-premiê. “Nego todas as acusações de suborno contra mim”, acrescentou.

Leia também

Suprema Corte de Israel condena ex-premiê Ehud Olmert a 18 meses de prisão

Continua após a publicidade

Israel divulga carta inédita do nazista Eichmann com pedido de clemência

(Da redação)

Publicidade