Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-governador que tentou vender vaga de Obama no Senado pega 14 anos de prisão

Rod Blagojevich também foi condenado por trocar empregos e doações eleitorais por benefícios do estado; ele terá que cumprir ao menos 85% da pena

O democrata Rod Blagojevich, ex-governador do estado de Illinois, nos Estados Unidos, foi condenado nesta quarta-feira a 14 anos de prisão por prática de corrupção. Entre as acusações, estava a tentativa de Blagojevich de vender a antiga vaga de Barack Obama no Senado americano, que ficou sem titular após Obama ser eleito presidente dos Estados Unidos em 2008. Pela legislação americana, cabe ao governador indicar um novo senador nesse caso.

Prestes a completar 55 anos de idade, o ex-governador terá de cumprir pelo menos 85% da pena – cerca de 12 anos. Acusado de trocar empregos e doações eleitorais por benefícios do estado, ele perdeu o cargo em 2009. Diante do juiz James B. Zagel, Blagojevich pediu misericórdia, dizendo-se “incrivelmente arrependido”. Antes da sentença, o magistrado disse aceitar as desculpas, mas afirmou que elas “vieram tarde demais”. Em sua defesa, Blagojevich alegou ter sido enganado por assessores, mas a tese não foi aceita pelo juiz.

Pesaram contra o ex-governador evidências apresentadas pelos promotores de que Blagojevich teria solicitado 1,5 milhão de dólares (2,68 milhões de reais) em contribuições eleitorais de simpatizantes do deputado Jesse Jackson Jr., em troca de nomeá-lo para a vaga de Obama no Senado. Blagojevich também solicitou um cargo nos primeiros escalões do governo americano ou um emprego bem remunerado em Washington, em troca de indicar ao Senado a indicada de Obama, Valerie Jarrett, assessora da Casa Branca. Além disso, o democrata foi condenado por extorsão contra os diretores de um hospital infantil e dos hipódromos do estado de Illinois.