Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-diretor da CIA vai depor sobre ataque em Bengasi

Congresso quer explicações do FBI sobre investigação envolvendo Petraeus

O ex-diretor da CIA David Petraeus, que renunciou na última sexta-feira depois de admitir um caso extraconjugal, dará esclarecimentos ao Senado nesta quinta-feira sobre o ataque ao consulado americano de Bengasi, na Líbia, ocorrido em setembro.

Leia também:

Secretário de Defesa expressa confiança no general Allen

O senador republicano John McCain afirmou a jornalistas que Petraeus se apresentará pessoalmente diante da Comissão de Inteligência do Senado, respondendo assim à demanda de parlamentares. A imprensa havia indicado que ele poderia se pronunciar na sexta-feira.

FBI – Representantes do FBI e do Departamento de Justiça também terão de dar explicações sobre a investigação envolvendo o ex-diretor da CIA.

Em duas cartas endereçadas ao diretor do FBI, Robert Mueller, e ao ministro da Justiça, Eric Holder, o presidente da Comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, Lamar Smith, criticou na terça-feira o fato de a Casa Branca ter sido informada apenas em 6 de novembro sobre a investigação que começou ainda durante o verão (do hemisfério norte).

Entenda o caso: Saiba mais sobre o escândalo da CIA que atingiu 2 generais

O próprio presidente, Barack Obama, soube do envolvimento de David Petraeus apenas em 8 de novembro, dois dias após sua reeleição. “Quando você foi notificado sobre a investigação pela primeira vez? Quando você soube do envolvimento de Petraeus na investigação?”, escreveu Lamar Smith em uma lista de 15 perguntas para o chefe do FBI, que deve se reunir com Lamar no dia 26 de novembro.

Congresso – Os republicanos do Congresso querem saber porque uma investigação tão delicada envolvendo o chefe da poderosa agência de inteligência foi conduzida por vários meses sem que os responsáveis das comissões de Inteligência do Congresso tenham sido avisados.

O Congresso tem legalmente um papel de supervisão dos casos de inteligência. A administração é responsável por transmitir os detalhes das operações e fornecer atualizações regulares aos líderes parlamentares.

Além disso, foram listadas questões sobre documentos secretos encontrados, de acordo com a imprensa americana, na casa da biógrafa de Petraeus, Paula Broadwell, apontada como sua amante. “O ministério dirige uma investigação para determinar se Paula Broadwell está em posse de documentos secretos e qual era a origem desses documentos? O general Petraeus é alvo de tal investigação?”, questiona Lamar Smith para Eric Holder.

(Com agência France-Presse)