Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ex-colaborador de Mubarak é condenado a sete anos de prisão no Egito

Por Khaled Desouki - 27 maio 2012, 10h23

O último diretor de gabinete do ex-presidente egípcio Hosni Mubarak foi condenado a sete anos de prisão por corrupção, informaram neste domingo fontes judiciais.

Zakaria Azmi, que era julgado desde o ano passado, também foi condenado a pagar uma multa de 38 milhões de libras egípcias (6,2 milhões de dólares), acrescentou esta fonte.

Azmi não podia sair do país desde março de 2011, após a queda do regime de Mubarak, medida que também foi aplicada a outros membros do governo.

Vários colaboradores de Mubarak estão sendo julgados desde então.

Publicidade