Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Evo convocará embaixador no Brasil se Dilma for destituída

Presidente da Bolívia escreveu em sua conta no Twitter que brasileira é vítima de 'golpe parlamentar'

O presidente da Bolívia, Evo Morales, advertiu nesta terça-feira que convocará seu embaixador no Brasil, José Antonio Kinn, se o Senado confirmar a destituição da presidente afastada, Dilma Rousseff. “Se prosperar o golpe parlamentar contra o governo democrático de @dilmabr, a Bolívia convocará seu embaixador. Defendamos a democracia e a paz”, escreveu Evo em sua conta no Twitter.

LEIA TAMBÉM:
Com 99,7% das urnas apuradas, Bolívia rejeita quarto mandato de Evo Morales
Evo Morales, sua namorada, um filho secreto e um escândalo de corrupção

O julgamento político de Dilma está em sua fase final e o Senado deverá tomar uma decisão definitiva sobre a eventual cassação da presidente nessa quarta-feira. Evo já havia afirmado na segunda-feira, também via Twitter, que o “processo injusto” contra Dilma pretende “conter a rebelião de seu povo e expulsar pobres, negros e mulheres do poder”.

Segundo o presidente boliviano, “os ex-presidentes de direita são favorecidos com um manto de impunidade”, enquanto para os de esquerda há “perseguição judicial e punição”. “O único juiz que pode sancionar sua conduta política é seu povo, os outros cumprem a vergonhosa incumbência do império”, acrescentou Morales em sua postagem na segunda.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcos Josué Galvão

    Evo só faz um favor, não volte nunca mais.

    Curtir

  2. Está esperando o que??? A afastada já foi defenestrada!

    Curtir

  3. Carlos Dorlass

    Espero que antes de retirar os seus representantes devolvam o dinheiro que pertence ao povo brasileiro.

    Curtir