Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Europa tem ‘dívida profunda’ com Havel, segundo Cameron

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou neste domingo que a Europa tem “uma dívida profunda” com o falecido ex-presidente tcheco Vaclav Havel, por seu papel de levar liberdade e democracia para o continente.

“Estou profundamente triste com a morte de Vaclav Havel” disse Cameron em um comunicado.

“Havel dedicou sua vida à causa da liberdade humana. Durante anos, o comunismo tentou esmagá-lo e extinguir sua voz. Mas Havel, o dramaturgo e dissidente, não podia ser silenciado”.

Ele afirmou que Havel “libertou o povo tcheco da tirania. E ele ajudou a trazer liberdade e democracia para o nosso continente inteiro”, acrescentou.

“A Europa tem com Vaclav Havel uma dívida profunda. Hoje a sua voz foi silenciada”, disse.

O ministro britânico das Relações Exteriores, William Hague, afirmou em um comunicado que, como o primeiro presidente democraticamente eleito da República Tcheca, Havel “desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da liberdade na Europa”.

“Ele será lembrado como um líder que ajudou a criar uma democracia moderna na República Tcheca. Suas realizações são históricas e continuarão vivas”, disse.

Havel, que como dramaturgo e dissidente se tornou um herói da Revolução de Veludo, faleceu neste domingo após uma longa doença aos 75 anos.