Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

EUA querem elaborar plano de saída da crise na Síria com a Rússia

Por Da Redação - 27 maio 2012, 12h47

O governo do presidente Barack Obama planeja se aliar com a Rússia para trabalhar em um plano para acabar com a crise na Síria, que incluiria a saída de Bashar al-Assad, informou o The New York Times neste domingo.

De acordo com o jornal, Washington quer implementar um plano de transição similar ao que propiciou a saída em fevereiro do presidente iemenita Ali Abdullah Saleh depois de 33 anos no poder.

No entanto, os Estados Unidos estariam dispostos a manter alguns elementos do regime do presidente sírio, que reprime um movimento de protesto há pouco mais de um ano.

Desde meados de março do ano passado, mais de 13 mil pessoas, a maioria civis, morreram em confrontos na Síria, de acordo com um número fornecido neste domingo pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Publicidade

Segundo o The New York Times, o sucesso do plano americano depende da Rússia, principal apoio do regime de Assad e que vetou em duas ocasiões resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas que condenavam a repressão.

Obama deverá explicar o plano ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, no próximo mês durante seu primeiro encontro desde a posse de Putin, no início deste mês, indicou o jornal.

Publicidade