Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA: ‘Medidas concretas’ do Irã são necessárias pela confiança

A Casa Branca pediu nesta segunda-feira que o Irã tome “medidas concretas” para convencer seus interlocutores de que não tem a intenção de desenvolver uma arma nuclear, porque, segundo ela, “ninguém na comunidade internacional acredita” nas garantias das autoridades iranianas.

O porta-voz da Presidência americana, Jay Carney, afirmou que seu país “sabe muito bem o que o Irã deve fazer para assumir suas obrigações internacionais e garantir à comunidade internacional de que não busca se dotar de armas nucleares. É o coração do problema”.

Carney saudou, no entanto, a retomada prevista para esta semana em Istambul dos contatos entre o Irã e o grupo 5+1 (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha), considerando que é “importante que este encontro ocorra”.

Os ocidentais suspeitam que o Irã tente por meio de seu programa de enriquecimento de urânio produzir a arma atômica, algo que Teerã rejeita, assegurando que seu projeto possui apenas fins pacíficos.

“Pouco importa o que os iranianos disseram sobre suas intenções, ninguém na comunidade internacional acredita nessas garantias”, afirmou Carney. “Então, é preciso que os iranianos tomem medidas concretas para mostrar que vão renunciar a sua ambição (de produzir) de armas nucleares”, disse o porta-voz.