Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

EUA ‘mais fortes’, mais seguros e mais respeitados’ que há 4 anos, segundo Obama

Por Jewel Samad - 23 maio 2012, 15h04

O presidente americano, Barack Obama, afirmou nesta quarta-feira que os Estados Unidos estão “mais fortes, mais seguros e mais respeitados” que há quatro anos, em um discurso durante o qual defendeu seu desempenho na política externa, a menos de seis meses da eleição presidencial.

Ao discursar para centenas de estudantes que se formavam na escola da Força Aérea no Colorado Springs (Colorado, oeste), Obama assegurou que há quatro anos o país atravessava “um momento de grande dificuldade”.

“Hoje, podemos afirmar com confiança e orgulho que os Estados Unidos estão mais fortes, mais seguros e são mais respeitados no mundo”, disse o presidente, candidato à reeleição.

“Nossas forças estavam engajadas em duas guerras. A Al-Qaeda, que nos atacou em 11 de setembro, foi encurralada em seus esconderijos. Várias de nossas alianças foram desestabilizadas e nosso lugar no mundo foi abalado. Nossa economia estava na pior recessão desde a grande depressão” dos anos 1930, recordou Obama. “Muitos foram os que se perguntavam se os Estados Unidos ainda eram capazes de liderar o mundo”.

Publicidade

“Agora, vocês entram em um mundo diferente. Vocês são a primeira geração de graduados em nove anos que chegam em um mundo em que nenhum americano combate no Iraque. Pela primeira vez em suas vidas, e graças aos soldados da aeronáutica que fizeram sua parte, Osama bin Laden não é mais uma ameaça para nosso país. Nós colocamos a Al-Qaeda no caminho da derrota. E vocês serão os primeiros a ver claramente como nós colocaremos um fim à guerra no Afeganistão”, acrescentou.

“Em todo o mundo, os Estados Unidos mostram mais uma vez qual é o caminho”, declarou o presidente, pedindo “dignidade e liberdade” no mundo.

Publicidade